Qual foi o impacto da crise sobre a pobreza e a distribuição de renda?

Setembro/2018

Sobre a pesquisa: 

A face humana do PIB com dados até junho de 2018. Levantamento sobre quem perdeu mais durante a recessão e depois dela.  

“Hoje, temos 23,3 milhões de pessoas — mais do que a população do Chile — vivendo abaixo da linha de pobreza de R$ 232 por mês; cerca de 11,2% da nossa população. A miséria subiu 33% nos últimos 4 anos. Foram 6,3 milhões de novos pobres"

O FGV Social mostra a evolução da pobreza desde antes do plano real até o fim do governo atual. A desigualdade aumentou nos últimos anos? Perdemos os ganhos sociais da última década? Por que a vida do brasileiro piorou? Observando os diferentes grupos (sexo, raça, idade, escolaridade, posição na família, região, etc) quem perdeu mais com a crise? 

O FGV Social possui uma longa tradição em captar as inflexões das séries sociais brasileiras. Somos reconhecidos pela rapidez com que processamos os microdados públicos. Fomos os primeiros a detectar a queda da pobreza desde o plano real e os primeiros a mostrar que no primeiro ano do governo Lula a pobreza cresceu bastante; sendo seguida depois de várias quedas consecutivas. Mostramos também que o Brasil atingiu com antecedência as meta de redução de pobreza das “Metas do Milênio”.
 

| "QUAL FOI O IMPACTO DA CRISE SOBRE A POBREZA E A DISTRIBUIÇÃO DE RENDA?"

II TEXTO
Sumário Executivo

II SLIDES
Slides do levantamento

II VÍDEOS
Entrevista 1 (4'02'') - "Qual foi o impacto da crise sobre a pobreza e a distribuição de renda?"

Entrevista 2 (3'58'') - "Pobreza e Desigualdade" - Entrevista para a TV Chinesa XINHUA NEWS

II PRINCIPAIS IMPACTOS DE MÍDIA
Bom Dia Brasil - TV Globo
Globo News (Ao Vivo)
Globo News (Jornal)
Record News
CBN
O Globo - Ancelmo Gois
O Globo (Matéria)
Valor Econômico
Folha de S. Paulo - Coluna do Fernando Cazian 
O Tempo (MG) 
RFI Radio France Internationale
TV Chinesa Xinhua News
II TODAS AS MATÉRIAS

|Mais informações, dados específicos e comentários: fgvsocial@fgv.br  / Telefone: (21) 3799-2320 / 2330

Curta nossa página no Facebook  

E no Linkedin