As Classes Médias Brasileiras - Neri, Marcelo Cortes

Julho/2019

Sobre o paper: 

RESUMO

Este artigo discute a classe média brasileira, a sua definição, evolução, perfil, atitudes e durabilidade. Ele descreve a metodologia que usa renda domiciliar per capita para definir classes econômicas. O artigo traça projeções para as classes econômicas e calcular os riscos individuais a partir de dados que acompanham as mesmas famílias ao longo do tempo. Uma abordagem baseada em renda é apenas o começo. Ela é integrada com dados subjetivos para medir expectativas e atitudes das diferentes classes econômicas combinados com outra abordagem mais estrutural, que leva em conta o papel desempenhado pelo capital humano, físico e social no mercado de fatores de produção, na geração de riqueza e na sua alocação temporal. Em todos os casos, a renda é o numerário escolhido, pelo qual todas as dimensões analisadas são projetadas. Ao fim do artigo, cada forma de medição proposta – renda corrente, suavização de consumo (renda permanente), ativos produtivos e aspectos subjetivos – é acoplada ao desenho de um conjunto de políticas públicas voltadas à prosperidade durável e ao bem-estar (well-being) da população.

REFERÊNCIAS
Este paper foi publicado em:

Site
NERI, Marcelo C. Brazil's Middle Classes. 2014. FGV EPGE-Ensaio Econômico n.759. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10438/12988

NERI, Marcelo C. As Classes Médias Brasileiras. 2019. FGV Social. Disponível em: <https://cps.fgv.br/classes-medias-brasileiras-0